3.22.2006

Fermata

Porque há dias que eu não sei se existem. Dias de fermata que apesar de lindos não inspiram amores, não refletem saudades nem temores. E como os dias há também as noites de um silêncio atemporal e sua lua minguante que observa o mundo com desinteresse, estrelas distantes, mentes que eu não sei, sonhos que não são meus...

2 Comments:

Anonymous Lívia said...

Triste...
Você está se sentindo tão "desolè" assim?
Livinha... Momentos assim existem, mas acredite... PASSA. Às vezes demoram um pouco, mas passa.
Beijo

9:32 da tarde  
Anonymous Lívia said...

PASSAM!!! Distrai. Foi mal.

9:32 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home