5.16.2006

Meio soul, meio Blues

- Eu nunca fui a Moscou...disse e foi caminhando em direção a porta, descartando parte do mapa que traçava os lugares já visitados...

- E você não me faz tão bem quanto você pensa...

Ele não disse nada. Olhar fixo para a paisagem. Lembrou do passado, quando sua grande preocupação era estudar para a prova de geometria, escolher o próximo livro e amassar a banana junto com a aveia...

Quando decidiu que não teria mais insônias? Já não lembra. Apenas obedeceu ao instinto, criou músculos, voltou a beber e a sonhar. Naquela manhã que decidiu sair de casa e cair no mundo, não pensou em destino. A companhia veio quase como consequência da liberdade. É que vez-em-quando precisamos deixar de ter tanto cuidado com oq amamos.. Deixar partir?

5.10.2006

Vermelho dia

Ando viajando muito e por isso estou calada aqui, gravitando ao redor do segredo, divagando nas idéias...
Meu tempo agora são semanas, e elas se arrastam lentas dentro da urgência do entorno. retorno. Ando tonta de acontecimentos, sedenta de desfechos. Felizes sempre. E tenho um pouco de sono, um pouco de melancolia, mente rápida ainda, muitas sensações e palavras raras. Ando prefirindo observar. Não penso agora em festa nem em luto, mas o sol que chega furando as manhãs de céu azul e vento frio ainda me abraça o desassossego. E me avermelha o dia.